A Lei do Desapego – Tome Cuidado

Hoje vou contar um dos maiores arrependimentos da minha vida, que vira e mexe eu fico remoendo, e isso me dói muito. Foi quando eu desperdicei, joguei fora, uma das paixões mais bonitas que eu poderia ter tido na minha vida.

Mais porque eu estou prestes a contar o quão babaca e idiota eu fui expondo isso na internet? Bom, não sei. Talvez porque eu seja corajoso e vou mostrar isso pra ele, mandando no inbox do facebook… ou porque ontem eu assisti um vídeo de um casal, na qual um deles, era a cara dele, e veio a bad, crise existencial, a vontade de ter mudado o passado… ai sabe quando dá aquela dorzinha de cotovelo com participação do remorso/arrependimento.

Vamos chama-lo de Rihanna, porque eu estava ouvindo ela agorinha.

Vamos voltar no ano de 2015, onde eu tinha me apaixonado, pela primeira vez, e tinha visto o que é gostar de verdade, se entregar de corpo e alma, e tomar no cu. Eu me ferrei legal, fui usado, inocente, inexperiente… meu mundo caiu quando essa minha primeira paixão avassaladora terminou, fiquei mal, fiquei bem ruim mesmo. Mas vida que segue.

Eis que baixo o Tinder. Dei match com um ser estranho, olhos delineados de preto, bem gótico, cabelos vermelhos, pele muito pálida, aquilo me intrigou e comecei a puxar assunto. Eis que descubro que morávamos praticamente no mesmo bairro. Conversa vai, conversa vem, marcamos de sair. Me lembro que o Rihanna tava de óculos escuros, no shopping, todo de preto, e eu todo normalzinho, me senti um pouco de et, mas ignorei. E depois fomos numa livraria, parque, lojas…. e conversamos muito, e vi que tínhamos muito mais em comum do que eu pensei, só um PS, ele ama True Blood, minha série favorita da vida.

Não vou entrar muito em detalhes do nosso primeiro encontro, eu só sei que eu me encantado. Pelo seu cheiro, abraço… tudo.

O Rihanna me ligava, corria atrás, nos víamos sempre, conversávamos por Skype sempre, fazia questão de me ver, fazia questão de tudo em relação a mim, e eu tinha lido aquela coisa da Lei do Desapego, que você podia pegar, mais não se apegar.

Pera ai. Cadê o sentido nisso? Hoje eu reconheço que eu fui um baita idiota certa forma ter brincado com os sentimentos do Rihanna, de quando estávamos juntos, eu era uma pessoa, e depois eu mudava, ignorava, não dava mais moral, atenção… era desapegado.

E nosso relacionamento – ah, nós não chegamos a namorar oficialmente, mas não beijávamos outras pessoas, inclusive tá ai, eu sempre tirava o Rihanna quando vinha com papo de relacionamento, justo eu que era tão romântico, voltando – e nosso relacionamento tinha aquela coisa da cumplicidade, da amizade.

Eu aprendi tantas coisas, o Rihanna também. Hoje o Rihanna se monta de drag queen. Eu que o apoiei, ensinei a andar de salto, íamos em brechós comprar roupas, sapatos… ai que saudades. Nós íamos pra cemitérios ficar juntinhos, no silêncio, abraçados, tirando fotos. Era bem coisa de adolescente, mas uma coisa tão fofa, saudável e tão amorzinho sabe.

O que me dói ainda mais, é saber que o Rihanna sofreu, chorou… e eu também, escondido, porque eu gostava, mais não demonstrava. Quando ele se mudou de cidade, a minha ficha caiu. Tinha acabado. Fiquei triste, muito triste mesmo, e quando eu ouço It Must Have Been loved do Roxette, me dá um aperto, porque essa era nossa música. Bom, pelo menos pra mim, porque é eu ouvir, vem o flashback todinho. Ou Sissy that Walk da Ru Paul. Ai que saudades da gente brincando de desfilar, dançar. Não tínhamos vergonha um do outro, já falamos isso um pro outro.

Tá, mais onde você que eu quero chegar com esse vídeo? Falar pra vocês, que se sentirem que uma pessoa gosta de verdade, que corre atrás, que liga pra você quase que diariamente, e você também gosta dela, não cai nessa de pegar e não se apegar não. Se apega, vive intensamente, se entrega de corpo e alma, e se não der certo… paciência. Pelo menos você não vai ficar como eu fico vira e mexe por todos esses anos, com a sensação de: eu deveria ter tentado, eu deveria ter me apegado mais, eu deveria ter me entregado, EU DEVERIA.

Não tem palavra mais pesada que o EU DEVERIA TER FEITO não. Se existe, desconheço. É uma mistura de remorso, com vontade de voltar no passado e mudar tudo.

Então amores, e você tem um Rihanna na vida de vocês, não o despreze, não o ignore. Se apega, vive cada momento juntos intensamente, porque pelo menos os momentos eu estava lá de corpo e alma, e disso sim, eu me lembro e me dá até uma vontade de chorar, porque foram um dos melhores momentos da minha vida. E olha que eu já passei por muita coisa viu?

Manual do Primeiro Dia na Faculdade

Passei por isso há pouco mais de um mês. E demorei pra fazer esse post que queria tanto porque precisava passar pelo processo completo da coisa.

Tudo começou quando passei nos vestibulares, e tive que escolher a faculdade que iria cursar. Até ai, tudo muito suave. Escolhi a faculdade, e descobri que 4 amigasda escola estriam lá! Coração chegou palpitou de felicidade, mas todos estaríamos em cursos diferenes.

Pra amenizar a “dor”, no primeiro dia de aula, reunimos todos em frente a faculdade pra andar pela faculdade e descobrir onde iríamos estudar… essas coisas. Eis que dá o horário de entrar pra sala de aula. Enquanto eu caminhava pelo corredor, só passava aquela musiquinha de filme de terror: tã tã tã tãaaa.

Lembro que estava muito mal sinalizado, e eu estava na turma A, mas não tinha nenhuma placa sinalizando qual era a turma A e qual era a B. Entrei na que minha intuição mandou entrar. Sentei super rígido, todo estranho, e comecei a copiar o que o professor estava passando. Eis que pergunto pra uma menina que estava do meu lado, se eu estava na sala certa, e ela fala que sim. Houve um engano, o professor vira e fala que aquela era a B.

Depois de ter escrito horrores, pego minhas coisas e vou voando pra turma certa. E nisso, quase toda a sala B foi pra A – ainda bem que não era só eu!

Chegando na turma A, me sento no lugar que tinha sobrando mais na frente, e juro, não movi um músculo. Eu estava paralisado, nervoso, tenso, rígido… foi quando chegou no fim da aula e percebi que meu braço estava doendo de tão nervoso. Ah, e não troquei uma palavra sequer com alguém. Só com a menina que havia me passado a informação errada.

O que me fez sentir desse jeito, foi o fato de eu simplesmente saber que havia acabado de sair do 3º ano do ensino médio, no qual convivia diariamente com as mesmas pestes, todos eram amigos – ok, to forçando, todos eram “colegas” – que estudavam por anos juntos, sem competição, que o nosso mundo era a escola e tudo girava em torno dela, que não tinha competição de quem pegava estágio, todos se ajudavam, e sempre quando chegava fim do ano letivo, havia uma aproximação de todos.

Gente, contar pra vocês uma coisa… tudo balela!

Ok, dá uma insegurança? Dá! Afinal a maioria das pessoas que conhecemos na escola, conhecemos desde criança, e saberemos que todos os anos seguintes seriam aquelas mesmas pessoas. Mas isso uma hora ou outra acaba! É fato!!!

E em uma semana de faculdade, fiz vários amizades dentro da minha turma e em turmas vizinhas também! Tudo vai fluindo naturalmente. Um simples: “o que tá escrito ali?” pode ser o gatilho pra um início de uma nova amizade.

E agora vai o manual que acabei de criar – o que leva o nome do post:

  1. Vá com uma roupa que você se sinta à vontade e que seja você mesmo.
    No meu primeiro dia, estava chovendo muito e coloquei um moletom maravilhoso, calça jeans e um tênis.
  2. Chegue uns 20 ou 30 minutos mais cedo, pra saber onde será a sua sala, bloco… essas coisas.
  3. Maneire na maquiagem. Principalmente as meninas.
    Sou totalmente à favor de maquiagem, mas com parcimônia, afinal estamos indo pra faculdade estudar!
  4. Puxe assunto com as pessoas ao seu lado. Qualquer dúvida que tiver, inventar dúvidas também pra puxar assunto é legal haha. Cuidado em fazer a burra hein? Vai pagar micão não.
  5. Seja você mesmo.
    Se você não for um bom ator/atriz vai dar muito na cara que estará forçando ser algo que não é. E isso é feio. As pessoas vão fazer comentários negativos em cima disso. Se é mais tímido/a seja tímido/a! É da sua natureza e não se preocupe, hora ou outra pessoas vão se identificar com você e vice-versa.
  6. Quando os professores pedirem pra montarem os grupos para trabalhos, já faz olhe para o lado e pergunte se você pode fazer um grupo com a outra pessoa (que você tenha ido com a cara, claro), e consequentemente vão conversar sobre diversas coisas e nasce uma amizade.

Resumindo é isso. Foi o que eu fiz e que deu super certo. E relaxa, o ambiente da faculdade é mais flexível, e as pessoas são amigas sim. Só saber escolher direitinho e conhecer de verdade pra confiar, como qualquer pessoa que passa pela nossa vida.

 

Como Sair da BAD

Inspirado num post antigo, onde eu passei por um momento não muito legal (era tão inocente nessa época) fiz um vídeo bem espontâneo como se eu estivesse conversando com um amigo.

Se inscrevam no canal caso tenham gostado.

Meu Sumiço e YouTube

Olá migos e migas!

Nem sei por onde começar com esse post… Peço perdão desde já.

Com tantas cagadas que eu já fiz comigo, tanto na vida amorosa (já dei guias aqui haha) quanto na vida dos cabelos e pele, já ajudei muita gente que eu sei, e sou muito grato a isso, porque ouvir um “nossa, me ajudou muito” ou mesmo um “me ajuda nisso…” e eu ir e ajudar… pra mim, que criei o blog com esse intuito foi e ainda continua sendo a melhor coisa. Não venho postado tanto assim mas to sempre de olho e respondendo comentários.

Queria ter uma meta de fazer o blog crescer junto com o meu canal, já que amo escrever e gravar vídeos, além do mais são dois jeitos de vocês que me acompanham me conhecer e saberem quem eu sou, mas com estudos, só anda sobrando tempo ultimamente para os vídeos, pois são mais rápidos, além de eu aqui no blog, não estar recebendo nada, tanto em produtos ou dinheiro, o que infelizmente desmotiva um pouco.

Clique aqui para conhecer meu canal 🙂

Sem título

Agora estou assíduo com o YouTube, já que venho havendo grande crescimento, recebendo convites de pessoas que já possuem uma certa influência no YouTube e no ramo no qual eu atuo nele. Ok, que mais faço vídeos de palhaçada do que de beleza, mas ainda sim faço, já que esse é o meu dom, de ajudar e passar as minhas dicas para as pessoas.

Bom, não prometo nada em relação ao blog, mas, quero sempre voltar a postar aqui, já foi aqui no blog que meu crescimento e minha “fama” cresceu.

Aqui está o link do meu canal, já que a maioria não me conhece e fica uma oportunidade viu? https://www.youtube.com/user/jacienio

E sou grato a cada um de vocês, por estarem sempre visitando aqui e interagindo.

Quer me conhecer? Só me seguir nas minhas redes sociais!
Facebook: https://pt-br.facebook.com/jacienio.ferreira.0
Instagram: https://www.instagram.com/jaciferrero/
Snapchat: jaciferreirac
Blog: https://jacienio.wordpress.com/

Bjs ❤

#postrapidinho: Por quê ter uma base de alta cobertura?

Ai que a maioria falam… é necessário uma base pro dia, uma pra tarde – rs – e outra pra noite, é fato. Isso é falado pelo fato de bases de alta cobertura, quando usadas durante o dia, por exemplo, fica com cara de reboco, o que realmente não é legal para o dia, fica algo pesado.

E gente, não vou mentir, aprendi isso com uma blogueira – a Julia Petit – na qual assisto todos os tutorias – eu pulo a parte de olho e tal, porque não me interessa – pois ela dá dicas valiosas pra pele e uma dessas é essa que eu vou falar hoje.

Eu e minha mania de posts sem nexo… Voltando na parte que fica algo pesado…

Mais já pensou em não ter que precisar de milhares de bases, e ter 1 ou 2 no máximo? Não?

Acontece que quando uma base pigmentada e com boa cobertura, quando aplicada em grande quantidade (camadas), ela consegue fazer uma cobertura alta, afinal esse é o propósito dela. Mas quando utilizada em pequena quantidade e de maneira esfumada (aconselho usar um duo fiber por exemplo), ela fica com acabamento natural, sem reboco e ainda com uma boa cobertura, mesmo sendo natural, porque ela é pigmentada.

Bases que se adequam nesse perfil, e que eu já experimentei são:

  • Pure Makeup da Maybelline (tem resenha no blog)
  • Timewise (que eu usei e pude comprovar foi a versão mate, então a luminosa eu infelizmente não sei qual é a dela) da Mary Kay
  • Super STAY 24H da Maybelline (breve resenha)
  • Studio Fix Fluid da MAC
  • Studio Sculpt da MAC
  • Pro Longewear da MAC
  • Cobertura Média da Mary Kay
  • Star da Dior

E esse foi um post rapidinho e bem útil, pois mesmo com uma base pesada e muitos só a usam para noite, você pode usar pouco e ter uma base para ser usada durante o dia a dia.

 

XOXO.

Dr. Jaci: Como Que Desapega? – Relacionamentos, Crushes, Amizades… Superando Tudo!!!

Continuando a série Dr. Jaci – quem vê até pensa -, o primeiro post, foi este aqui, onde falei como superar a “bad”, seja ela de relacionamentos até crises existenciais, e dando continuidade, hoje falarei de como DESAPEGAR – que eu considero uma arte, porque ando aprendendo ela viu!

Primeira coisa é entender o que é DESAPEGAR. Muitas pessoas entendem até como promiscuidade, ou não ter sentimentos. Gente, desapegar nada mais é do que se desprender de pessoas/coisas que não merecem nosso valor, nossa atenção, nosso sentimento, nosso apego.

Um exemplo claro de desapego é em relacionamento. Você tá ficando com um boy (ou mina) e você se dedica, se ilude, perde tempo combinando signos (sim, sou desses), imaginando o futuro, quantos filhos… e por ai vai, você até que usava o Tinder excluiu o app, porque vocês já estão ficando, e quer se dedicar totalmente a pessoa, mas a pessoa está cagando e andando! Está simplesmente ficando com outra pessoa além de você, e não está somando nada com a paçoca. E você descobre isso, e nossa, seu mundo cai. Fica triste, melancólico e os dias são uma bosta. Mas porque você ficou assim? Porque se apegou.

Citarei outro exemplo claro: amizades! Você investe numa amizade, aposta tudo nela mesmo, mas o “amigo” simplesmente não te dá valor. E quando você percebe se sente usado e um lixo. Esse é outro exemplo claro de apego.

E se for pra ficar dando exemplos, escrevo até amanhã… Esses são os exemplos mais comuns que todos já passaram ou se não passaram, irão passar. Bem vindo à vida migo ou miga!

Mas como se desapegar, Dr. Jaci? Como que faz isso?

Antes eu vou contar como que as coisas funcionavam comigo – às vezes ainda funcionam, é por isso que ainda tomo no c*.

Senta que lá vem história… Mas vou tentar resumi-la o mais breve possível.

Baixei um app lá, e tô olhando as pessoas. Com isso, eu e a pessoa começamos a conversar, e percebi que tínhamos muito em comum (até em questões religiosas, maneiras de pensar e coisas profissionais), e Read More

ACNE: Meu Kit Sobrevivência ROACUTAN – ISOTRETINOÍNA

Olá pessoal! O post de hoje é sobre um assunto que só quem presencia sabe… os efeitos da ISOTRETINOÍNA (ou ROACUTAN). E esse post tá bem completo, e mesmo que você não use o remédio, mas tem a pele seca, vale a pena dar um conferidinha!

  • Por quê precisei iniciar o tratamento?

Tudo começou no início da minha adolescência, que eu tinha uma espinha aqui, outra ali. Até aí tudo bem. Mas ela começou a se agravar, brotando várias espinhas, mas mesmo assim, nada monstruoso.

Com mais ou menos 1 ano atrás, elas começaram a serem internas e gigantes, e fora que doía muito, porém, elas não era muitas. Até que uns 4 meses atrás, gente, meu rosto e nas costas deram muitas espinhas, internas, externas, inflamadas, não inflamadas… de todas as formas e graus de inflamações possíveis. Tentei usar ácido, e só faziam minha pele descamar e deixar meu rosto ainda mais irritado e sensível do que já era. Cheguei a comprar uns antibióticos mas depois minha mãe me aconselhou a não usar, pois tenho uma facilidade imensa de inflamar a garganta, e depois certas bactérias criariam resistência, e depois eu poderia ter problemas futuros. Me restou tomar o bendito ROACUTAN.

Procurei a dermatologista e conversei com ela, que já tinha tentado outros métodos, e nenhum eficaz, e que não estaria disposto a tomar antibióticos. Ela analisou as espinhas, e na hora ela nem hesitou: ROACUTAN, e comecei a tomar…….. (assunto para o próximo post!)

Mas quando se toma ROACUTAN, ele vai ressecar tudo, tudo mesmo! Por isso ela me passou uma receita com os produtos certinhos pra eu comprar, e eu os comprei, mas são bem caros, então comprei versões mais baratas das coisas e tão eficazes quanto, até porque é um tratamento caro em si, com as consultas, exames e o medicamento, isso daí já deu mais de 350,00, e ainda com os produtos pra tentar amenizar os danos na pele com os que ela me passou fica tudo nuns 500,00, sem brincadeira. É bastante dinheiro.

Então aqui está a minha versão acessível de como cuidar da pele durante o tratamento com ROACUTAN (é até bom que já fiz estoque):

A primeira coisa que você deve ter em mente é que tudo seu resseca. Olhos, nariz, boca, corpo… tudo! E tendo isso como base um item indispensável é a ÁGUA! Porque ela vai hidratar lá dentro, o que vai dar uma baita ajuda.

Para os olhos, um colírio lubrificante. Ele não pode ter remédio, pra não prejudicar o olho, pois ele dependo vai precisar aplicar várias vezes ao dia. O meu é esse:

PS.: pra ampliarem as fotos, é só clicar nelas, porque não sei o que houve, mas tentei ampliar aqui e elas desfocaram e não ficaram nítidas.

ptoblm 131

Para o nariz, um hidratante nasal (nem sabia que existia isso), Read More

VITANOL-A: Minha Experiência com o Vitanol-A parte 1

Que eu amo ficar por horas na internet não é novidade, e em meio dessas horas pesquisando e pesquisando, eu descobri uma pomada que promete rejuvenescer, deixar a pele mais fininha e até amenizar as manchas.

  • O motivo:

Quem sofre de acne, sabe que ela deixa umas manchinhas, além de deixar a pele “grossa”, com uma aparência nada legal. E não tinha esfoliação que “afinava” minha pele, além de das manchas, claro. Além de eu possuir algumas irregularidades de cor na minha pele.

Ai eu assisti muitos vídeos, textos, bula online, e tive uma segurança, pois ninguém falou mal (muito pelo contrário), e ainda alertaram os cuidados necessários, pois se trata de um ácido -a TRETINOÍNA-, proveniente da vitamina A, que tem a capacidade de estimular a descamação para remover as manchas, estimulando as células de camadas mais profundas a “trabalharem”.

A bula está aqui caso queira dar uma olhadinha, ler direitinho.

E agora vou falar minha experiência:

Ela vem em 3 concentrações diferentes, e como já usei hidroquinona, que é bem forte, minha pele se tornou mais “resistente”, o que me fez optar pela concentração maior de 1 mg/g. Usei durante 1 semana e nada. Duas semanas se passaram e comecei a sentir um leve ardor. Ai parei, pois eu passava todos os dias e ela não estava fazendo “efeito”. Até que resolvo voltar, e de uma hora pra outra, em apenas 2 dias comecei a descamar de uma maneira muito rápida. Dei uma parada novamente de umas 3 semanas, pois minha pele estava feia, e taca-lhe creme pra ver se dava uma regenerada, e melhorou.

Estou fazendo esse post no dia dele mesmo, não é programado não, e hoje, faz 4 dias que voltei a usar a bendita e minha pele está na “carne viva”, muito vermelha, e descamando feito louca. O pior lugar é meu pescoço, que arde muito e está muito ressecado. O rosto está vermelho também, e bem ressecado, mais como tenho a pele oleosa, vira uma coisa de doido, pois a pele resseca, ai produz óleo, e depois seca novamente… To usando hidratante pra pele seca em pele oleosa em calor de 32°C!!! Até porque não posso usar nada de maquiagem sem hidratar muito bem a pele, porque fica horrível, evidencia tudo.

Bom, esse meu relato, vem de uma jornada de uns 2 meses, mas só agora agarrei firme. Vou fotografando, e depois volto aqui pra falar como está sendo meu tratamento e ver se o bicho funciona ou não.

XOXO.

Playlist: Girls Generation SNSD

Já falei alguns posts atrás sobre minha paixão por K-Pop, e eu acho que minha girlband preferida de todos os tempos (óbvio que gosto de outras), resolvi trazer aqui a lista de 5 músicas preferidas! É só conferir!

1. I Got A Boy

2. Dancing Queen

3. Gee

4. Mr. Mr.

5. Oh

AVISO + Playlist da Semana

Bom, como é de costume por aqui, sempre posto a playlist da semana na sexta, mas, como aqui o pedido de leitores são uma ordem pra mim, eu decidi colocar na segunda e sexta (e provavelmente sairá posts também, ou seja, duas postagens por dia). Mais por quê colocou pra segunda? Porque é na segunda que a rotina começa, e pra começar a rotina (que pelo menos pra mim, é chata pra caralho) nada melhor do que novas músicas pra sair da rotina (nem que seja apenas nas músicas).

Aviso dado, agora a playlist, e ela foi inspirada em afastar as coisas ruins, e trazer novas energias e coisas positivas, e claro dar aquela agitada!

1. Florence + The Machine – Shake It Out

2. Imagine Dragons – I Bet My Life

3. Kelly Clarckson – Stronger

4. Beyoncé – DIVA

5. Nicki Minaj ft. Beyoncé – Feeling Myself