Dr. Jaci: Como Que Desapega? – Relacionamentos, Crushes, Amizades… Superando Tudo!!!

Continuando a série Dr. Jaci – quem vê até pensa -, o primeiro post, foi este aqui, onde falei como superar a “bad”, seja ela de relacionamentos até crises existenciais, e dando continuidade, hoje falarei de como DESAPEGAR – que eu considero uma arte, porque ando aprendendo ela viu!

Primeira coisa é entender o que é DESAPEGAR. Muitas pessoas entendem até como promiscuidade, ou não ter sentimentos. Gente, desapegar nada mais é do que se desprender de pessoas/coisas que não merecem nosso valor, nossa atenção, nosso sentimento, nosso apego.

Um exemplo claro de desapego é em relacionamento. Você tá ficando com um boy (ou mina) e você se dedica, se ilude, perde tempo combinando signos (sim, sou desses), imaginando o futuro, quantos filhos… e por ai vai, você até que usava o Tinder excluiu o app, porque vocês já estão ficando, e quer se dedicar totalmente a pessoa, mas a pessoa está cagando e andando! Está simplesmente ficando com outra pessoa além de você, e não está somando nada com a paçoca. E você descobre isso, e nossa, seu mundo cai. Fica triste, melancólico e os dias são uma bosta. Mas porque você ficou assim? Porque se apegou.

Citarei outro exemplo claro: amizades! Você investe numa amizade, aposta tudo nela mesmo, mas o “amigo” simplesmente não te dá valor. E quando você percebe se sente usado e um lixo. Esse é outro exemplo claro de apego.

E se for pra ficar dando exemplos, escrevo até amanhã… Esses são os exemplos mais comuns que todos já passaram ou se não passaram, irão passar. Bem vindo à vida migo ou miga!

Mas como se desapegar, Dr. Jaci? Como que faz isso?

Antes eu vou contar como que as coisas funcionavam comigo – às vezes ainda funcionam, é por isso que ainda tomo no c*.

Senta que lá vem história… Mas vou tentar resumi-la o mais breve possível.

Baixei um app lá, e tô olhando as pessoas. Com isso, eu e a pessoa começamos a conversar, e percebi que tínhamos muito em comum (até em questões religiosas, maneiras de pensar e coisas profissionais), e trocamos números e conversamos por WhatsApp. O coração do trouxa aqui já começou a palpitar… F**eu! Ai como a gente estava conversando todos os dias, eu pensei: ah, como eu não estou usando o app, vou parar de usar, afinal se já estou conversando, não tem porque eu ficar conversando mais com um monte de  gente. Até que por um dia, por curiosidade, eu vou e abro o app porque a pessoa tinha passado o dia sem conversar comigo (é foda porque há pessoas que nos viciam em conversar com elas e do nada somem, por quê Brasil?) e eu havia mandando mensagem mais nada da pessoa responder, e ficava o tempo todo online (nisso gente, eu mandava mensagem e respondia na hora), e do nada fica off, abri o app e estava online há 2 minutos, por exemplo. Gente, meu mundo caiu! Sério. Nossa fiquei chateado, e bastante puto. Conversei com alguns amigos e eles falaram que como não tínhamos nada, não tinha o porque a pessoa ficar presa a mim. Dei uma acalmada. Até que chega o fim de semana e a pessoa não ficava na cidade, então não teria internet. Assim que acabou o fds abriu o app. De boa. Ai chegou o dia que nos encontramos e foi mil maravilhas. Conversamos horrores e tal. Ai ficou uns 2 dias sem entrar no app, e eu pensei, ah, então tá querendo algo sério – olha a mentalidade da pessoa – e exclui e nem olhei mais. Uma semana depois me bate aquela desconfiança, pois depois do segundo encontro que na boa, não foi muito bom, baixo e olho novamente, e bingo estava online há tantas horas. Meu mundo caiu novamente, liguei pra amigos e gente……….. vou nem continuar.

Viu? Que besteira? Que baixaria da minha parte?

Mas sabem o porque? Porque eu me apego muito fácil! Viram o tanto que é ruim? É uma bad que bate, que vou te contar. Vem raiva, vem decepção… Mas é ai que tá, NÃO TÍNHAMOS NADA! NADA! VÁRIOS NADAS! E porque a pessoa teria que se apegar a mim? Ela não é igual a mim. Ninguém é igual a ninguém.

Tendo meu breve mico, vem aqui as minhas dicas, na qual eu tento segui-las:

  1. Não crie expectativas;
  2. Não se iluda;
  3. Não se prenda;
  4. Não mude sua rotina;
  5. Não dê muitas satisfações, afinal você não tem dono (a);
  6. Não priorize uma pessoa que acabou de conhecer;

E o mais importante:

  • Não se apegue!!!

Resumindo, É SÓ DEIXAR ROLAR! Se você conheceu uma pessoa em app ou site de relacionamentos, deve ter em mente que tanto você quanto ela estão lá pra conhecer pessoas, e se você é que nem eu, de dar um pouco de exclusividade pra primeira que aparece na reta PARE, afinal a tanto a pessoa quanto você, novamente, estão lá para CONHECER PESSOAS NOVAS. Começou conversar com ela, converse com ela, vai que vocês conversem por 1 semana e do nada não rola mais, ou ela encontrou outra pessoa mais interessante que você? Ou que vocês saíram mas pra você foi bacana mais pra pessoa não? Já parou pra pensar nisso? Não? Então pensa. Mas se você perceber que algo está rolando a mais, como vocês se veem com mais frequência, conversam mais, fica ao seu critério, afinal, nem namorando oficialmente vocês estão.

E nessa de você não se apegar, é só não criar expectativas, e principalmente não priorizar a pessoa. E sendo assim, você nem o trabalho de se desapegar vai ter.

Agora eis o tema principal do post.

Mas pra desapegar é só pensar que não vale a pena você priorizar, investir em algo que só você quer mas o outro não. Tente pensar/fazer outras coisas que ocupem o seu tempo. Na verdade isso não tem muito o que fazer/falar, pois pra desapagar só baste você não se apegar, o que é mais fácil, infelizmente.

Ai na moral, podia voltar a ser como antigamente: ou as pessoas namoravam ou as pessoas nem beijavam. É muito complicado essa coisa de ficante, ficante sério, ficante isso, ficante o caralho a quatro…

Como de costume, aqui playlist de músicas, que na minha opinião, motivam para o desapego ou simplesmente nos animam, pra quebrar a tristeza:

Lerigouuuuuuuuuuuu……..

XOXO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s