Manual do Primeiro Dia na Faculdade

Passei por isso há pouco mais de um mês. E demorei pra fazer esse post que queria tanto porque precisava passar pelo processo completo da coisa.

Tudo começou quando passei nos vestibulares, e tive que escolher a faculdade que iria cursar. Até ai, tudo muito suave. Escolhi a faculdade, e descobri que 4 amigasda escola estriam lá! Coração chegou palpitou de felicidade, mas todos estaríamos em cursos diferenes.

Pra amenizar a “dor”, no primeiro dia de aula, reunimos todos em frente a faculdade pra andar pela faculdade e descobrir onde iríamos estudar… essas coisas. Eis que dá o horário de entrar pra sala de aula. Enquanto eu caminhava pelo corredor, só passava aquela musiquinha de filme de terror: tã tã tã tãaaa.

Lembro que estava muito mal sinalizado, e eu estava na turma A, mas não tinha nenhuma placa sinalizando qual era a turma A e qual era a B. Entrei na que minha intuição mandou entrar. Sentei super rígido, todo estranho, e comecei a copiar o que o professor estava passando. Eis que pergunto pra uma menina que estava do meu lado, se eu estava na sala certa, e ela fala que sim. Houve um engano, o professor vira e fala que aquela era a B.

Depois de ter escrito horrores, pego minhas coisas e vou voando pra turma certa. E nisso, quase toda a sala B foi pra A – ainda bem que não era só eu!

Chegando na turma A, me sento no lugar que tinha sobrando mais na frente, e juro, não movi um músculo. Eu estava paralisado, nervoso, tenso, rígido… foi quando chegou no fim da aula e percebi que meu braço estava doendo de tão nervoso. Ah, e não troquei uma palavra sequer com alguém. Só com a menina que havia me passado a informação errada.

O que me fez sentir desse jeito, foi o fato de eu simplesmente saber que havia acabado de sair do 3º ano do ensino médio, no qual convivia diariamente com as mesmas pestes, todos eram amigos – ok, to forçando, todos eram “colegas” – que estudavam por anos juntos, sem competição, que o nosso mundo era a escola e tudo girava em torno dela, que não tinha competição de quem pegava estágio, todos se ajudavam, e sempre quando chegava fim do ano letivo, havia uma aproximação de todos.

Gente, contar pra vocês uma coisa… tudo balela!

Ok, dá uma insegurança? Dá! Afinal a maioria das pessoas que conhecemos na escola, conhecemos desde criança, e saberemos que todos os anos seguintes seriam aquelas mesmas pessoas. Mas isso uma hora ou outra acaba! É fato!!!

E em uma semana de faculdade, fiz vários amizades dentro da minha turma e em turmas vizinhas também! Tudo vai fluindo naturalmente. Um simples: “o que tá escrito ali?” pode ser o gatilho pra um início de uma nova amizade.

E agora vai o manual que acabei de criar – o que leva o nome do post:

  1. Vá com uma roupa que você se sinta à vontade e que seja você mesmo.
    No meu primeiro dia, estava chovendo muito e coloquei um moletom maravilhoso, calça jeans e um tênis.
  2. Chegue uns 20 ou 30 minutos mais cedo, pra saber onde será a sua sala, bloco… essas coisas.
  3. Maneire na maquiagem. Principalmente as meninas.
    Sou totalmente à favor de maquiagem, mas com parcimônia, afinal estamos indo pra faculdade estudar!
  4. Puxe assunto com as pessoas ao seu lado. Qualquer dúvida que tiver, inventar dúvidas também pra puxar assunto é legal haha. Cuidado em fazer a burra hein? Vai pagar micão não.
  5. Seja você mesmo.
    Se você não for um bom ator/atriz vai dar muito na cara que estará forçando ser algo que não é. E isso é feio. As pessoas vão fazer comentários negativos em cima disso. Se é mais tímido/a seja tímido/a! É da sua natureza e não se preocupe, hora ou outra pessoas vão se identificar com você e vice-versa.
  6. Quando os professores pedirem pra montarem os grupos para trabalhos, já faz olhe para o lado e pergunte se você pode fazer um grupo com a outra pessoa (que você tenha ido com a cara, claro), e consequentemente vão conversar sobre diversas coisas e nasce uma amizade.

Resumindo é isso. Foi o que eu fiz e que deu super certo. E relaxa, o ambiente da faculdade é mais flexível, e as pessoas são amigas sim. Só saber escolher direitinho e conhecer de verdade pra confiar, como qualquer pessoa que passa pela nossa vida.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s